Pesquisar? Digite o que procura e tecle ENTER (VIA TECLADO)▼
Custom Search

...por que não?"... "apartamento sem portas e com poucas paredes, esbanja originalidade"... | ►arquiteturaplus - AP -

...por que não?"... "apartamento sem portas e com poucas paredes, esbanja originalidade"...





"Apê sem portas

e

com

poucas paredes,

esbanja originalidade"...



A originalidade contraria idéias convencionais na 

decoração e dá vez a pequenas ousadias, pensadas 

pelo designer de interiores Walter Fagundes, neste 

apartamento. Repleto de disposições diferentes, ele 

vai fazer você questionar: por que não?


poltrona-madeira-sala-de-estar-neutro-mesa-de-centro-rede-quadros (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
Um arranjo único, sem clichês, revela ao primeiro olhar: nesse apartamento mora alguém que pensa além do óbvio. Não há luz no centro do teto, em parte alguma. Não há portas apenas vidros. E por aí seguem mais ousadias. Afinal, para que é preciso aplicar a mesma fórmula que todo mundo? Por trás dessas ideias está Walter Fagundes, designer de interiores há 25 anos, um homem fisgado por arte e arquitetura e que não gosta de padrões. Há dez anos, ele encontrou no edifício projetado por Artacho Jurado, nos anos 1950, o lugar perfeito para morar só. Criador de obras reconhecidas mundialmente, Jurado não era arquiteto, mas sabia fazer boas bases – e isso agradou Walter.

+ O MELHOR APROVEITAMENTO DE ESPAÇO NESTE APARTAMENTO DE 60 M²
Para adaptar a planta original a essa nova realidade, saíram de cena algumas paredes, as esquadrias de madeira das janelas foram resgatadas, o piso original de tacos foi reassentado. Uma bela integração deu conta de uma atmosfera mais fluida e ampla, e agora nenhum dos ambientes é delimitado, nem mesmo o quarto de Fagundes. “O conceito foi esticar a linguagem do estar para a cozinha e a suíte usando transparências, andar pelo apartamento todo com a sensação de ainda estar no living, explica. Para dar privacidade ao lavabo ou à suíte, divisórias de vidro escuro e cortina são suficientes. “As pessoas se adaptam ao estilo e ficam à vontade; até minha avó já se acostumou”, ri.

Em um ano, o designer reanimou tudo e reposicionou também os pontos de luz. Já que a idéia é contemplarskyline da cidade e torná-lo parte de seu interior, em cada ambiente dos 90 m² foram evitadas lâmpadas diretas e cortinas. De dia, a única barreira são os painéis de proteção solar, para preservar os móveis. À noite, acendem-se arandelas dimerizadas, abajures e luzes indiretas, que pontuam todos os espaços. Era o clima que o morador queria. Na cozinha e na área de serviço, soluções criadas por ele: objetos ficam suspensos por roldanas, ganchos mosquetões, e deixam o piso livre.
REFORMA DE BAIXO CUSTO TRAZ ESTILO BRUTALISTA PARA APARTAMENTO

Apesar de ter uma aura vintage, o designer diz logo que não foi levado pelo estilo retrô que hoje faz sucesso na decoração. Aliás, ele se considera vanguardista – concluiu o projeto há nove anos. “Ninguém buscava isso ainda, depois virou um estilo”, conta. “Gosto de ousadia, de evitar regras e experimentar muito”, completa ele, na rede de balanço. É seu lugar preferido para avistar a cidade de um ângulo diferente.
quadros-mesinha-madeira (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
quadros-papel-de-parede-quadros-piso-de-madeira (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
cozinha-abajur-azulejos (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
cozinha-canelas-prateleira-potes (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
patinho-infusor-de-cha-porta-velas (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
area-de-servico-ganchos-mosquetoes-estilo-industrial-naval (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
cama-quarto-quadros-madeira-janelas (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
banheiro-suite-carpete-plantas (Foto: Gui Morelli/Editora Globo)
fonte: revistacasaejardim
Share on Google Plus

About Edilene brandao da silva

arquitetura plus -AP.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Mensagem do formulário de comentário: